CNJ inicia os trabalhos de inspeção do Judiciário paranaense

Equipe da Corregedoria Nacional de Justiça está no Paraná para realizar os trabalhos de inspeção que seguem até sexta-feira (20/5)

Nesta segunda-feira (16/5), começaram os trabalhos do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), realizados por meio da Corregedoria Nacional de Justiça, de inspeção ordinária do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR). Em solenidade de abertura realizada no Tribunal Pleno, em Curitiba, foram dadas as boas-vindas à equipe que fará a inspeção determinada pela Portaria nº 31/2022 – CNJ

Durante o evento, foi apresentado o roteiro da inspeção. Até sexta-feira (20/5), será realizada a verificação do funcionamento de setores administrativos e judiciais do Tribunal de Justiça e de serventias extrajudiciais do Paraná. 

“O objetivo é conhecer o andamento dos trabalhos nas unidades do Tribunal, registrar as boas práticas e, caso necessário, propor recomendações que contribuam para prestação jurisdicional de excelência, eficiência e célere. Nesses cinco dias de muito trabalho, serão inspecionadas 87 unidades, entre as unidades de 1º e 2º Grau e os setores administrativos do Tribunal, e uma serventia extrajudicial”, explicou o corregedor nacional de Justiça substituto, ministro Luiz Phelippe Vieira de Mello Filho.  

O corregedor-geral da Justiça do Paraná, desembargador Luiz Cesar Nicolau, ressaltou a relevância dessas medidas: “A importância da correição e da inspeção vai muito além do aspecto formal de fiscalização. A presença da Corregedoria-Geral de Justiça nos tribunais indica, e aí o efeito pedagógico a que me parece muito positivo, que todos nós, servidores públicos que atuam no 1º e 2º Grau, estamos sempre sendo fiscalizados. Ninguém escapa dessa verticalização da fiscalização pelos órgãos correcionais respectivos. Isso é muito importante porque moraliza o serviço público, notadamente o serviço judiciário”. 

Em discurso de boas-vindas, o 1º vice-presidente e presidente em exercício do TJPR, desembargador Luiz Osório Moraes Panza destacou compromisso do Judiciário paranaense em oferecer o melhor serviço jurisdicional para a sociedade: “Sempre passamos por esses eventos com a finalidade de melhorias, de elogios, de críticas, e a finalidade de engrandecimento, porque o objetivo do Conselho Nacional e Justiça é, entre outras coisas, é orientar a nossa atividade, observando as boas práticas e também sugerindo aquilo que for possível melhor. Por isso sejam bem-vindos à capital e ao estado do Paraná, as portas de todas as nossas unidades estão abertas. Tenham certeza que o melhor trabalho está sendo desenvolvido pelo estado do Paraná.” 

Solicitações de agenda com o CNJ podem ser encaminhadas para o e-mail: agendapresidente@tjpr.jus.br 

Presenças 

Participaram do evento de abertura da inspeção do CNJ, também, o corregedor da Justiça do Paraná, desembargador Espedito Reis Do Amaral; a desembargadora Denise Oliveira Cezar, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul; a desembargadora Vanderlei Teresinha Tremeia Kubiak, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul; o procurador-geral de Justiça do Paraná, Dr. Gilberto Giacoia; o defensor público-geral, Dr. André Ribeiro Giamberardino; o coordenador do Observatório do Poder Judiciário, Dr. Emerson Norihiko Fukushima, representando a presidente da OAB – PR; entre outras autoridades.

Fonte: TJPR

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *